<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX WESTCON-COMSTOR
Toda informação da tecnologia está aqui.

Como manter a resiliência dos negócios diante de uma crise?

As empresas podem reformular seus resultados e planejar sua recuperação comercial durante a crise

 

A necessidade de distanciamento social imposta pelo novo coronavírus para evitar uma disseminação descontrolada da doença forçou uma paralisação geral das atividades comerciais, gerando grandes mudanças no cenário corporativo.

O modelo de negócio conhecido pelas empresas está sob ameaça, obrigando os gestores a adotarem abordagens estratégicas e sistemáticas de emergência para fortalecer a resiliência dos modelos atuais e assegurar a continuidade dos negócios durante a pandemia.

À medida que as empresas navegam na crise em curso, há uma série de questões que os líderes empresariais devem considerar, tanto em relação às reações organizacionais diante dos impactos sociais quanto às reformulações estratégicas para manter seus negócios e desenvolver planos de recuperação.

Acompanhe o post e conheça os 5 passos para manter a resiliência dos negócios em meio a crise. Boa leitura

Covid-19 e a atuação dos gestores

Independentemente da situação, os líderes devem estar prontos para proteger sua força de trabalho e manter a empresa o mais estável possível. 

Diante da pandemia do Covid-19, os CIOs desempenham papel fundamental nesse processo de proteção e preservação, porque estimulam o investimento nas melhores tecnologias de gestão remota e recursos digitais.

Em outras palavras, habilitam ferramentas essenciais para o trabalho home office, criam um espaço de trabalho virtual adequado, desenvolvem estratégias de proteção remota de dados, dentre outros, para manter a agilidade, segurança e qualidade nos serviços. 

E assim, preservar a resiliência do modelo de negócios atual, garantindo operações contínuas durante a crise. 

5 passos para manter a resiliência dos negócios em meio a crise

Confira a seguir os 5 passos para manter a resiliência dos negócios em meio a uma crise:

1)  Estabelecer uma cultura resiliente

O primeiro e, talvez, o mais importante dos 5 passos para manter a resiliência dos negócios em meio a crise é criar uma cultura organizacional resiliente.

A calma, confiança, compostura e compaixão são extremamente importantes em situações fora do comum, porque permitem que a tomada de decisões seja feita de forma mais responsável e justa. Diante dessas mudanças impostas pela pandemia, elas devem ser regras na empresa.

Saiba mais

Além disso, para operar de maneira colaborativa e assegurar a qualidade das operações remotas, é fundamental cuidar do bem-estar físico e mental da força de trabalho. Somente assim, com condições técnicas apropriadas e um relacionamento transparente, a equipe poderá investir seu talento em estratégias de preservação e recuperação.

2) Avaliar a liquidez a curto prazo

A avaliação da liquidez a curto prazo também é um dos 5 passos para manter a resiliência dos negócios. Esse estudo permite prever pressões no fluxo de caixa e intervir de forma adequada, evitando riscos e problemas mais sérios. A adoção de ferramentas digitais pode facilitar o processo.

Assim como o monitoramento de vulnerabilidades financeiras internas será realizado, as que envolvem os clientes, fornecedores e parceiros também serão identificadas. Por isso,  é importante que a equipe de TI seja criativa para intervir neste ciclo, facilitando essa interação dos gestores.

3) Empregar modelos de trabalho ágil

A tecnologia e a cultura resiliente podem facilitar o trabalho remoto. Contudo, a flexibilidade com que essa nova rotina será implementada fará toda diferença.

Especialmente durante a crise, os modelos de trabalho ágeis são essenciais para esse processo, uma vez que permitem aos colaboradores acessar dados diversos e se conectar a sistemas específicos sempre e onde for necessário. A equipe de TI deve estar atenta a essas necessidades.

4) Unir força de trabalho  e automação

O quarto dos 5 passos para manter a resiliência dos negócios em meio a crise é a junção do trabalho humano e a automação das máquinas. Esse também é um importante aspecto de uma cultura resiliente, porque une as melhores competências de cada um dos recursos que compõem o sistema organizacional.

O uso da inteligência artificial (IA) em atividades manuais repetitivas e análises de dados padronizados permite que os funcionários se dediquem a projetos mais complexos e estratégicos. Diversas são as possibilidades que a equipe de TI poderá implementar. 

5) Adote um modelo de serviços globais

Como as forças de trabalho estão se movendo no cenário virtual, os centros de comando devem fazer o mesmo. 

Adotando um centro de comando global, os gestores podem monitorar as operações de qualquer lugar e os funcionários podem se conectar entre si remotamente. 

A crise do novo coronavírus vem impactando a realidade corporativa de organizações em todo planeta, e os gestores precisam adotar estratégias emergenciais ao lado da TI para assegurar a preservação e recuperação de suas organizações. A adesão desses 5 passos para manter a resiliência dos negócios em meio a crise pode ser o diferencial.

 

Posts relacionados

Sua arquitetura de segurança está pronta para o SASE?

Com o aumento da adoção da Nuvem, as empresas precisam garantir a segurança e desempenho de usuários de onde quer que eles estejam. Por isso, é preciso adotar um modelo de proteção mais eficiente e moderno. 

Solução EDR: como ela funciona para proteger os endpoints corporativos?

Com o avanço da tecnologia e dos novos formatos de trabalho a distância, vieram também as evoluções dos ataques cibernéticos em redes corporativas.

Segurança da informação: como e por que gerenciar endpoints

Em tempos de home office, o cuidado com os dados corporativos deve ser redobrado. Saiba como seus clientes podem se proteger!

Escreva seu comentário