<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

BLOG SYNNEX WESTCON-COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

O que o futuro reserva para a Internet das Coisas?

Confira as próximas tendências sobre IoT para se adaptar e ficar à frente das novas demandas do mercado. 

A tecnologia está evoluindo aceleradamente e algumas inovações estão se mostrando verdadeiramente revolucionárias para a vida das pessoas. Um exemplo disso é a aplicação da Internet das Coisas que tem permitido que as empresas levem a automação a um novo nível, transformando totalmente a relação com os clientes e mercado. 

De acordo com o Gartner, o mercado mundial de eletrônicos e comunicações de endpoint governamentais de Internet das Coisas totalizará, mundialmente, US$ 21,3 bilhões em 2022. Além disso, estima-se que em 2025 haverá mais de 21 bilhões de dispositivos IoT conectados à internet. 

A IoT é um dos pilares da Transformação Digital e permite que diversos objetos sejam capazes de interagir entre si e com outros dispositivos por meio de uma conexão com a internet.  

Isso proporciona grandes benefícios para as empresas, uma vez que seus sistemas e soluções passam a trabalhar com maior integração e sincronia. Desse modo, é possível utilizar softwares capazes de coletar informações em tempo real desses objetos e analisá-los para determinar quais ações são necessárias para cada momento. 

Enfim, não há como negar a importância da IoT para o mundo dos negócios, por isso sua adoção está se acelerando entre os mais variados setores. No entanto, ainda que essa tecnologia esteja ganhando popularidade, muitas empresas ainda não sabem como aproveitar ao máximo os benefícios que ela oferece. 

Pensando nisso, preparamos este conteúdo para que seus clientes descubram as diversas possibilidades e oportunidades da Internet das Coisas. Para isso, trouxemos as principais tendências listadas pelo Gartner que irão impactar as empresas nos próximos anos.  

Acelere a modernização da sua empresa!

Confira a seguir quais são essas tecnologias emergentes da IoT e saiba como se preparar para esse novo cenário. Boa leitura!

1. Inteligência Artificial

Com o aumento de dispositivos conectados, que podem ultrapassar os 25 bilhões segundo o Gartner, fica muito mais fácil obter as informações necessárias e atuar com mais eficiência. 

Para que as empresas sejam capazes de lidar com esse enorme fluxo de informações gerados por dispositivos IoT, será necessário contar com soluções inteligentes capazes de explorar todos os conteúdos de forma efetiva. 

Portanto, a AI e a Internet das Coisas deverão trabalhar juntas para que as empresas possam realizar análises de dados mais inteligentes e, assim, tomar decisões mais estratégicas nos negócios.

2. IoT regulamentada

Com o avanço do uso da IoT pelas empresas e as análises de dados cada vez mais profundas, tem se tornado necessário considerar uma série de questões sociais, legais e éticas. 

Ao coletar, processar e utilizar as informações dos usuários, as empresas precisarão tratar questões como: 

  • Propriedade dos dados e as deduções feitas a partir deles; 
  • Privacidade; 
  • Conformidade com leis como GDPR e LGPD. 

Não basta que as soluções IoT sejam eficazes, é necessário que elas sejam regulamentadas. Por isso, outra tendência que se fortalecerá é a reflexão sobre o que é válido do ponto de vista moral e de respeito à privacidade dos usuários. 

Para lidar com isso, as empresas precisarão entrar em conformidade com as leis e normas que regulamentam o uso dos dados, além de contar com profissionais especialistas no assunto para manter sempre a segurança das informações coletadas.

3. Compra e venda de dados IoT

À medida que as análises dos grandes fluxos de dados se tornam mais eficientes e capazes de gerar insights importantes para os negócios, as informações ganharão cada vez mais valor. 

Desse modo, a tendência de venda de dados como um ativo comercial estratégico irá se tornar cada dia mais comum. De acordo com a pesquisa do Gartner, em 2017, 35% de seus entrevistados já estavam vendendo ou planejando vender dados coletados por seus produtos e serviços.

4. Necessidade de governança

A partir da intensificação do uso da IoT pelas empresas torna-se necessário a implementação de estruturas de governança para garantir o uso correto dessa tecnologia. 

Por meio da governança, as empresas passarão a utilizar de forma mais adequada as informações coletadas e armazenadas de seus clientes, pois ela exige alguns cuidados, como: 

  • Realização de auditorias dos dispositivos; 
  • Atualização de firmware; 
  • Monitoramento constante dos aparelhos.

5. Melhoria na experiência dos clientes

Outra grande tendência para os próximos anos é a melhoria considerável na relação com os clientes.  

Isso é possível por meio de quatro fatores proporcionados pela IoT, são eles: 

  • Sensores inteligentes; 
  • Uso de novos algoritmos; 
  • Contexto e experiências socialmente conscientes. 

6. Rede sem fio

A tão esperada rede de quinta geração, o 5G é fundamental para o sucesso das iniciativas IoT. Portanto, é uma forte tendência que impactará as empresas nos próximos anos. 

Por meio dela, os projetos IoT conseguirão ir além, pois o 5G é capaz de atender vários critérios, como maior flexibilidade, maior velocidade, confiabilidade e menor latência.  

A conexão veloz oferecida, permitirá que os dispositivos inteligentes utilizados no ambiente de trabalho se conectem entre si sem nenhum gargalo. Como se pode perceber, a Internet das Coisas e as tendências relacionadas a ela estão transformando a forma como as empresas funcionam e se relacionam com seus clientes. Ao se preparar para adotar essa nova realidade, as organizações poderão tornar a sua produção mais eficiente e precisa, além de reduzir custos e ampliar a lucratividade de seus negócios.

Posts relacionados

A Internet das Coisas (IoT) veio pra ficar. Saiba como se beneficiar desta tecnologia.

A Internet das Coisas já está – e estará cada vez mais – presente em nossas vidas. Como revendas e integradoras de TI podem explorar um mercado de crescimento explosivo? 

Escreva seu comentário