<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

BLOG SYNNEX WESTCON-COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Como controlar o direito de acesso à nuvem?

Usar ferramentas para gerenciar e personalizar a permissão de acesso de cada usuário pode garantir a segurança de dados corporativos.

Como controlar o direito de acesso à nuvem?

 

O uso de serviços na nuvem tem dominado o meio corporativo. Hoje, grande parte das atividades das corporações são realizadas no ambiente virtual. Por isso, a necessidade de se ter melhores ferramentas de controle de acesso da nuvem também cresce de forma acelerada. As empresas requerem soluções de segurança da informação para obter uma melhor administração e proteção de seus dados.

 

Quanto mais serviços na nuvem forem utilizados, mais importante será a implementação de controle do acesso, pois uma grande quantidade de funcionários possuirá permissão para acessar e modificar dados, o que, em muitas vezes, pode acabar acontecendo sem o conhecimento da organização, aumentando os riscos à segurança.

 

Para que a equipe de TI consiga controlar o acesso aos dados na nuvem, primeiramente, é necessário levar em conta três considerações:

1- Quem tem acesso a cada aplicação

Monitorar a rede para controlar o que cada usuário tem acesso, quais informações estão sendo usadas e se alguma aplicação ou download realizado por colaboradores pode causar algum risco à segurança da rede.

 

2 - O que cada funcionário pode fazer com sua permissão de acesso
É importante entender a rotina de trabalho de cada um e quais são as necessidades para realizar suas tarefas para, assim, definir o nível de acesso apropriado para cada pessoa.

 

3 - O que os usuários já fizeram com direito de acesso
Controlar tudo que já foi realizado pelos funcionários e quais as consequências para a empresa.


Assim, a equipe de TI consegue identificar prováveis problemas e corrigir direitos de acesso inadequados, garantindo a proteção dos dados corporativos.


Ferramentas de gerenciamento de acesso

É possível gerenciar também os serviços e aplicações corporativas utilizadas pelos funcionários fora do ambiente de trabalho, mas, para isso, é necessário utilizar ferramentas de gerenciamento adequadas.


As corporações estão investindo, cada vez mais, em ferramentas capazes de organizar a proteção de seus ambientes. As soluções ideais são aquelas que realizam o gerenciamento de identidades e direitos de acesso dos usuários também na prática BYOD, em que os funcionários utilizam dispositivos móveis próprios ou cedidos pela empresa para trabalharem, torna-se mais segura, integrando gerenciamento da mobilidade corporativa, de identidades e de aplicativos.


Além disso, algumas plataformas de gerenciamento oferecem máxima flexibilidade para atender os clientes, independente do dispositivo usado, da localização e do tipo de trabalho, oferecendo acesso simplificado e autosserviços na nuvem. O gerenciamento de identidade é baseado em condições de conformidade de força de autenticação, rede, local e dispositivo.

 

O funcionário é capaz de utilizar seu próprio dispositivo de forma segura, porque a plataforma consegue aproveitar as interfaces de gestão do sistema operacional móvel para auto configurar esses equipamentos para uso corporativo. Assim, esses usuários conseguem controlar seus dispositivos com a possibilidade de selecionar os serviços e aplicativos personalizados. Além de outras funcionalidades, como: a automação e fornecimento de aplicativos em tempo real; proteção de aplicativos ligados a produtividade (email, calendário e bate-papo corporativo, etc); assistência remota.


Possuir um gerenciamento de identidade de acesso estável é a base para garantir que todos os usuários possuam apenas o nível apropriado de direito de acesso aos dados e, assim, chegar a uma segurança eficiente. Ao se utilizar uma ferramenta de controle adequada, a produtividade aumenta e a rotina dos usuários finais e dos gestores de TI são facilitadas. Além de reduzir custos administrativos, automatizar várias funções de administração do sistema, como o provisionamento de contas.


Por fim, o gerenciamento de acesso permite obter uma conformidade mais efetiva, simplificando a auditoria, reduzindo riscos de TI e ajudando a melhorar o relacionamento com clientes e parceiros, sendo possível otimizar os negócios da empresa.

 

Conheça a ForeScout

Posts relacionados

5 tendências e previsões para o mercado de Cloud Computing para 2022

Saiba o que esperar dessa tecnologia no próximo ano e prepare seu negócio para novas aplicações e melhores estratégias. 

3 cuidados essenciais na migração para a nuvem

A migração para a nuvem é o primeiro passo para a transformação digital e um avanço necessário para empresas se manterem competitivas.

Cloud Evolution: qual o futuro da Nuvem e por que ficar atento às tendências?

O futuro da Cloud Computing é bastante estudado por especialistas e precisa ser acompanhado de perto pelas empresas que querem se destacar no mercado competitivo atual.  

Escreva seu comentário