<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

BLOG SYNNEX WESTCON-COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Guia de cibersegurança: como e por que revisar as estratégias de proteção da Nuvem corporativa?

É extremamente importante revisar as estratégias de segurança em nuvem para assegurar que os processos e dados corporativos estão realmente protegidos! 

A Transformação Digital e a necessidade de adotar soluções cada vez mais tecnológicas para mover os negócios, provocou um aumento expressivo nos gastos com serviços de nuvem pública nas corporações. 

Segundo dados apresentados pelo Gartner®, os gastos com serviços de nuvem cresceram, aproximadamente, 18,4% em 2021, em comparação a 2020.  

Além disso, as mudanças provocadas pela pandemia da COVID-19, também impactaram os gastos corporativos de TI. De acordo com as estatísticas, em 2024, 59,7% dos investimentos serão direcionados às tecnologias de nuvem.  

Adotar essa metodologia já é considerado o “novo normal” para as empresas modernas conseguirem mover os seus negócios com flexibilidade, segurança e confiabilidade. 

No entanto, diante dessa nova demanda, as organizações precisam ficar ainda mais atentas aos riscos de segurança que podem atingir as plataformas de computação em nuvem, para conseguirem escalar suas cargas de trabalho de modo seguro e flexível. 

Surge então, a necessidade de adquirir e implementar estratégias de segurança escaláveis, capazes de armazenar os dados corporativos, otimizar processos, inovar nas operações e ampliar os negócios de acordo com as demandas. 

Neste artigo, trouxemos algumas das recomendações do Gartner® para auxiliar as empresas que desejam adotar a metodologia de nuvem, de modo seguro e prático. Acompanhe o conteúdo a seguir: 

O que é uma Nuvem Pública? 

Para contextualizar a necessidade de adotar estratégias de segurança na computação em nuvem, primeiramente, precisamos entender o que é, de fato, essa tecnologia.  

A nuvem pública é um modelo em que os recursos de TI escaláveis e elásticos são fornecidos como um serviço para as empresas, utilizando tecnologias da internet.  

O que isso quer dizer? Em outras palavras, trata-se de uma solução em nuvem, da qual toda a infraestrutura, software e demais recursos ficam disponíveis no provedor de serviços. Dessa maneira, as empresas conseguem acessar e gerenciar as ferramentas por meio de um navegador da web. 

Os provedores de nuvem disponibilizam serviços adequados, proporcionando flexibilidade superior para as corporações adotarem os mecanismos, ferramentas e recursos necessários para trabalhar com qualidade, segurança e confiabilidade. 

Acesse o Gartner Report e obtenha um panorama completo!

Por que é importante estabelecer e revisar as estratégias de segurança para mover e administrar as cargas de trabalho em nuvem? 

Essas soluções tecnológicas, apesar de práticas, inovadoras, dinâmicas e cheias de funcionalidades, costumam atrair a atenção de hackers, usuários maliciosos e cibercriminosos.  

Isso significa que estão suscetíveis a possíveis ameaças virtuais que podem comprometer todas as operações, resultar no vazamento de dados corporativos sigilosos e em outras ações prejudiciais para as empresas.  

No caso da nuvem pública não é diferente. A plataforma de computação em nuvem está sujeita a ataques cibernéticos e invasões, principalmente quando as organizações não utilizam soluções voltadas à cibersegurança.  

Com o avanço dos ataques virtuais, investir em estratégias de segurança é fundamental para “barrar” ataques cibernéticos, prevenir eventuais ameaças e manter os dados corporativos e sensíveis, em segurança.    

Como garantir a segurança em nuvem? 

Para promover a segurança adequada para mover os negócios, o Gartner® possui algumas considerações e recomendações: 

"• Avalie como a organização define e prioriza os riscos da nuvem com base nas regulamentações do setor e na sensibilidade de dados da organização.

• Avalie como a organização definiu um conjunto de controle de nuvem e uma visão unificada de controles em plataformas de nuvem para determinar se a organização estabeleceu um equilíbrio adequado entre os controles de segurança e o tipo de riscos de nuvem que enfrenta.

• Revise se a organização criou um novo gráfico RACI para gerenciar riscos de nuvem pública, segurança de nuvem formalizada padrões, e como são monitorados a aderência aos padrões e o desempenho da atividade na nuvem como parte da avaliação da estrutura dos mecanismos e políticas de governança da nuvem.

• Revise como a organização definiu as habilidades de segurança em nuvem e como planeja criar um pipeline de talentos necessários para proteger e manter aplicativos em nuvem para avaliar se tem uma estratégia completa para atrair e reter experiência em nuvem, o que é difícil de encontrar e caro."

Além disso, o Gartner® também considera que “o primeiro objetivo de qualquer estratégia de segurança em nuvem bem-sucedida é identificar com precisão todos os riscos potenciais baseados em nuvem que a organização enfrenta.” 

Gartner®, Audit’s Guide to Reviewing the Organization’s Cloud Security Strategy, Audit Research Team, Published 28 May 2021. 

GARTNER® is a registered trademark and service mark of Gartner, Inc. and/or its affiliates in the U.S. and internationally, and is used here in with permission. All rights reserved. 

É válido também alinhar a arquitetura de segurança e a base na nuvem, assim como estabelecer recursos aprimorados para atender a governança de segurança.  

Para concluir, podemos observar que a plataforma de computação em nuvem é uma excelente alternativa para as organizações que desejam se beneficiar com agilidade, confiabilidade, segurança e outros fatores importantes para otimizar os negócios, armazenar dados corporativos em um local seguro e obter diversas outras facilidades. No entanto, é necessário ter uma estratégia de segurança bem alinhada aos negócios para reforçar as funcionalidades da Cloud. 

Por isso, implementar estratégias de cibersegurança em nuvem para garantir a proteção dos processos, ferramentas, documentos e informações é crucial para as empresas modernas. Sendo assim, inquestionavelmente, ao adotar soluções consistentes para mover as cargas de trabalho, as organizações poderão se destacar no mercado e alavancar o seu sucesso. 

Posts relacionados

Ataques hackers crescem com home office: como proteger empresas?

A pandemia fez disparar o número de pessoas trabalhando no modelo home office, assim como também aumentou de forma expressiva, sobretudo no Brasil, os ataques hackers às empresas e seus funcionários.

Cibersegurança: como evitar ameaças virtuais no e-mail corporativo?

90% das violações começam pelos e-mails, por isso, adotar ferramentas adicionais para mantê-los em constante segurança faz toda a diferença! 

Importância da proteção de endpoints para a cibersegurança

A cibersegurança é a proteção de dados de servidores, sistemas e computadores para que não fiquem vulneráveis a ataques hackers. Durante a pandemia da COVID-19, o tema da cibersegurança ganhou novo status para governos e empresas.

Escreva seu comentário