<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

BLOG SYNNEX WESTCON-COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Orçamento de TI: qual a importância e como planejar um?

Para acompanhar as inovações do mercado e se adaptar às novas exigências dos clientes, é fundamental que as empresas saibam como montar um orçamento focado em tecnologia. 

De acordo com especialistas do mercado de TI, os investimentos em tecnologia continuarão crescendo e potencializando a Transformação Digital nas empresas. As tendências que se destacarão serão as entregues como serviço, como o SaaS, e também as voltadas para Inteligência ArtificialHybrid Multi-CloudAnalytics e em ferramentas para tornar os processos internos mais eficientes e acessíveis mesmo que remotamente. 

Atualmente, devido às rápidas transformações do mercado, se a inovação não gerar algum tipo de resultado real para o cliente ou para o processo do negócio, não deverá ser continuada. Este é o momento ideal para avaliar todas as ferramentas contratadas nos últimos anos e fazer uma checagem do que cada um consegue entregar e quais deverão ser mantidas ou eliminadas. Apenas assim será possível acompanhar às novas demandas dos clientes e da era híbrida de trabalho. 

Mas, para que toda essa transformação seja possível, as empresas precisam, cada vez mais, investir em novas soluções e ferramentas. Por isso, planejar um orçamento focado em TI é indispensável.  

Acesse o Gartner Report e confira

Qual a importância do orçamento de TI? 

A pandemia do coronavírus acelerou as transformações no modelo de trabalho que as empresas estavam acostumadas. Agora, o trabalho híbrido tem se popularizado e se tornado uma excelente estratégia para aumentar a produtividade e reduzir gastos. Portanto, aquelas que querem se manter competitivas diante do mercado, é crucial investir em ferramentas e soluções capazes de se adaptar a esse novo formato. 

Para isso, ter um orçamento direcionado para TI é indispensável. Por meio dele, as empresas podem manter o setor sempre atualizado, adquirindo novas ferramentas e soluções conforme o planejado.  

Desse modo, as chances de se tornar obsoleta e ficar para trás na corrida da Transformação Digital são menores. Neste momento, uma avaliação cuidadosa da situação da organização e das necessidades do setor será indispensável para otimizar recursos e planejar um orçamento que atenda a todas as necessidades. 

O orçamento do departamento de TI embora seja essencial, também costuma ser limitado. Portanto, saber maximizar o uso desse valor é fundamental para tornar as operações do setor mais proveitosas.  

Pensando nisso preparamos algumas dicas que podem ajudar no planejamento de um orçamento de TI mesmo com uma verba limitada. Confira em detalhes a seguir! 

Como planejar um orçamento de TI? 

• Ser realista sobre o negócio 

O primeiro passo para planejar um orçamento efetivo de recursos de TI é conhecer a fundo as particularidades internas e externas do empreendimento. Os CIOs devem ter uma visão clara das necessidades e metas da empresa, assim como monitorar o mercado que ela está inserida. 

Apenas assim, será possível projetar com precisão o destino dos investimentos do setor de TI. 

• Ter um planejamento financeiro 

Para saber qual verba poderá ser direcionada para o setor, é importante ter um planejamento financeiro geral. A falta de metas claras, definição de verbas específicas, estruturação de cronogramas, dentre outros erros, aumentam as chances de a organização não poder direcionar dinheiro para a TI por precisar dar prioridade para outros setores. 

Isso quer dizer que, para montar um orçamento direcionado para TI, primeiro, é necessário ter um planejamento geral adequado. 

• Estabelecer metas claras para o setor 

É certo dizer que a maior parte dos departamentos de TI enfrentam problemas financeiros, em que a demanda financeira é muito maior do que a oferta. 

Diante disso, é essencial que os líderes de TI escolham as iniciativas que valem a pena e aquelas que devem ser descartadas, por falta de potencial ou opção. Aqui, a visão estratégica do CIO será decisiva, afinal, ele definirá as metas do setor considerando as operações que agregam maior valor ao negócio. 

• Dar preferência para soluções competitivas 

Outra dica importante para planejar um orçamento de TI mesmo com baixos investimentos é selecionar projetos que gerem vantagem competitiva. Ou seja, escolher entre investir em transformação digital com uma solução inovadora ou reforçar uma tecnologia que pode otimizar os resultados.  

A opção que melhor se adeque às demandas da empresa e seja uma aliada para proporcionar maiores resultados deve ter preferência no orçamento. 

• Criar um modelo financeiro 

Para um orçamento de sucesso, os líderes de TI devem trabalhar ao lado do departamento financeiro da empresa no momento de planejá-lo. Eles podem auxiliar no desenvolvimento de modelos financeiros que preveem cenários de crescimento, analisam desempenhos, orientam cortes, e assim por diante. Desse jeito, o orçamento poderá ser o mais direcionado possível para o setor. 

Como você pôde perceber, ter um orçamento focado para a área de TI é indispensável para a modernização do setor e, consequentemente, de toda a empresa. Ele permite que a organização acompanhe às inovações do mercado e consiga se manter atualizada diante das novas necessidades dos clientes. Portanto, é fundamental realizar um bom planejamento.  

Posts relacionados

6 tecnologias essenciais para adaptar sua empresa ao trabalho híbrido

Após a popularização do Home Office durante a pandemia do coronavírus, muitas empresas estão adotando agora um modelo de trabalho flexível, em que os colaboradores podem escolher se querem voltar ao escritório ou continuar em casa.  

Ciência dos dados: O que é e por que as empresas devem investir nessa tendência?

90% dos dados existentes no mundo atualmente foram gerados nos últimos dois anos. Este oceano de informação cresce diariamente e precisa ser explorado. 

Virtualização de desktop: o que é e quais as vantagens para as empresas?

Entenda como essa tendência funciona e os benefícios práticos que podem proporcionar no dia a dia corporativo. 

Escreva seu comentário