<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

BLOG SYNNEX WESTCON-COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Proteção de dados na nuvem: como e por que fazer

A proteção de dados na nuvem é um assunto que interessa de administradores de empresas a governantes. Isso porque, nos últimos anos, a cloud computing conquistou muitos adeptos entre gestores da iniciativa pública e do setor privado.

Mas a computação em nuvem também é adotada para o uso pessoal. Por isso, estudantes, profissionais autônomos e microempresários também devem se preocupar com a segurança de dados.

E como os ataques hackers, que exploram falhas dos sistemas operacionais e brechas de segurança, estão cada vez mais frequentes é imprescindível zelar pela segurança da informação.

A proteção de dados na nuvem passa por senhas fortes e cópias seguras dos dados. No entanto, quando falamos de cloud computing há outros pontos importantes. Quer entender mais sobre como e por que promover a segurança na nuvem? Continue lendo este material!

 

Ataques hackers cresceram na pandemia

Durante a pandemia do novo coronavírus, houve um aumento considerável de ataques hackers. De acordo com estudo da Microsoft, só no Brasil os ataques ransomware, que sequestram dados do computador e exigem resgate, cresceram mais de 30%.

Isso porque, com o trabalho remoto, a superfície de ataques aumentou consideravelmente. Ou seja, os sistemas operacionais e dispositivos ficaram total ou parcialmente desprotegidos. Por isso ocorreram mais as ações hackers, principalmente no ambiente corporativo.

Além disso, houve maior sofisticação da parte dos cibercriminosos. Em 2020 os departamentos de Comércio e do Tesouro dos Estados Unidos sofreram um ataque hacker. A ação aconteceu através da atualização de softwares de uma empresa fornecedora de tecnologia. A ação, sofisticada, surpreendeu as autoridades.

 

Importância da proteção de dados na nuvem

Para empresas, a proteção de dados na nuvem é imprescindível. Em resumo, os protocolos de segurança preservam dados confidenciais e sigilosos, além de regulamentações, auditorias e requerimentos internos.

A falta de segurança da informação pode gerar problemas legais para as empresas. Além disso, também podem sofrer danos na reputação, uma vez que vazamentos constantes acabam minando a credibilidade das corporações.

Para o usuário pessoa física, a segurança de dados na nuvem também garante a integridade de suas informações pessoais. Por um lado, essa proteção visa dar à pessoa maior controle sobre suas informações, impedindo o acesso irrestrito de empresas. Por outro lado, a proteção de dados pessoais também busca impedir golpes e fraudes.

 

Como fazer a proteção de dados na nuvem?

Os protocolos de proteção de dados devem ser seguidos à risca. Mais que isso: é muito importante que façam parte da cultura das empresas e dos usuários.

Confira, a seguir, algumas dicas de como manter a segurança da informação nas clouds:

Backups: são os arquivos de cópia. Em caso de ataques, qarantem a recuperação dos dados. Precisam de atualização constante.

Senhas fortes e, de preferência, criptografadas. A criptografia impede que as senhas sejam “lidas” mesmo com uma invasão hacker.

Firewall: esses dispositivos filtram o tráfego nocivo, impedindo que dados e ações maliciosos sejam propagados na rede.

 

Softwares que garantem a segurança das clouds

Outra ação recomendada é a utilização de softwares de cloud security. Especialmente desenvolvidos para aumentar a segurança das nuvens, esses softwares têm ação proativa de rastreamento do sistema. Ou seja, fazem varreduras constantes para monitorar quaisquer ações suspeitas, agindo rapidamente em caso de ataque.

Outra vantagem desses programas é que protegem toda a arquitetura da cloud. É a “defesa em profundidade” com a qual a proteção é estendida a servidores, conteiners, bancos, devices e usuários.

Além disso, os programas podem alertar os usuários, caso sejam necessárias correções nas configurações de segurança. Dessa forma, os softwares também buscam a redução de vulnerabilidades, tão exploradas pelos hackers.

proteção de dados na nuvem

Conheça o programa Microsoft Security

No curso Microsoft Security do K•NOW! você conhecerá o 365 Security e o Azure Security. Nesse programa você aprenderá sobre a solução de defesa inteligente e unificada da gigante de tecnologia para a nuvem híbrida.

Com uma abordagem holística, o Microsoft Security protege os devices e o usuário final através de rastreamento de e-mails e alertas de configuração. Além disso, é possível conhecer a estratégia de defesa da hybrid cloud que conta com recursos de criptografia como o Ket Vault e ferramentas contra os DDoS, ataques que derrubam o sistema.

K•NOW! é uma plataforma EAD com foco no mercado de TI brasileiro.  Os cursos são gratuitos e têm uma super didática. As vídeo-aulas são ministradas por influenciadores do mercado de tecnologia.

Gostou do conteúdo? Compartilhe-o em suas redes para que mais pessoas conheçam a importância da proteção de dados na nuvem!

Posts relacionados

5 tendências e previsões para o mercado de Cloud Computing para 2022

Saiba o que esperar dessa tecnologia no próximo ano e prepare seu negócio para novas aplicações e melhores estratégias. 

3 cuidados essenciais na migração para a nuvem

A migração para a nuvem é o primeiro passo para a transformação digital e um avanço necessário para empresas se manterem competitivas.

Cloud Evolution: qual o futuro da Nuvem e por que ficar atento às tendências?

O futuro da Cloud Computing é bastante estudado por especialistas e precisa ser acompanhado de perto pelas empresas que querem se destacar no mercado competitivo atual.  

Escreva seu comentário