<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

BLOG SYNNEX WESTCON-COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Qual a importância do gerenciamento de dados no setor financeiro?

Para acompanhar as novas demandas do mercado e conseguir fazer uma gestão efetiva, as empresas desse setor precisam adotar soluções modernas e eficientes.  

 

Assim como os demais setores, o financeiro passou por recentes transformações para se adaptar às novas demandas dos clientes. Empresas dessa área estão, cada vez mais, investindo em tecnologias e inovações para acompanhar a Transformação Digital e modernizar seus negócios. 

Junto a essa nova realidade, as instituições financeiras precisam estar preparadas para oferecer alta disponibilidade para seus usuários e, ao mesmo tempo, segurança de todas as informações mantidas em seus sistemas. 

Além disso, com a consolidação de normas voltadas para a proteção e privacidade dos usuários, como a GDPR (europeia) e LGPD (brasileira), é crucial que essas corporações estejam prontas para garantir uma efetiva gestão. Afinal, é responsabilidade das corporações detetoras das informações dos usuários saberem exatamente o que está sendo feito com cada dado coletado. 

Seu canal de TI possui clientes do setor financeiro? Acompanhe o conteúdo a seguir e entenda a importância de se realizar um efetivo gerenciamento dos dados para garantir a continuidade dos negócios. Vamos lá? 

O que é gerenciamento de dados e qual a importância? 

Manter a disponibilidade em ambientes de Hybrid Multicloud é bastante complexo. Geralmente a utilização de várias nuvens dentro de uma empresa não se inicia de forma planejada. Alguns funcionários começam a compartilhar arquivos dentro de uma nuvem pública e quando se dão conta já existem três ou mais nuvens sendo utilizadas dentro de provedores diferentes. 

Quando isso ocorre, a equipe de TI acaba ficando sobrecarregada, pois nesta situação fica muito mais difícil fazer o controle do fluxo de informações. É neste contexto que o gerenciamento se torna indispensável. 

Acesse o e-book e saiba como!

O gerenciamento de dados significa organizar os dados coletados, de modo que fiquem estruturados e prontos para o uso. Esse processo consiste em coletar, validar, armazenar e garantir a segurança dos dados para que possam ser transformados, de fato, em informações úteis.  

A falta de gerenciamento de dados adequados pode sobrecarregar as organizações com bases incompatíveis, conjuntos de dados inconsistentes e problemas de qualidade de informações que limitam sua capacidade de tomar decisões mais assertivas. 

No setor financeiro, ser capaz de realizar uma efetiva gestão de dados é fundamental, já que a Lei Geral de Proteção de Dados, por exemplo, está associada basicamente aos dados de clientes. Ou seja, as empresas precisam estar preparadas para compreender o fluxo de dados nos seus sistemas para que eles sejam utilizados corretamente. 

Desse modo é fundamental que as empresas desse setor invistam em tecnologia da informação e soluções de gestão customizadas de acordo com as demandas e particularidades do seu negócio. 

Como realizar uma efetiva gestão de dados no setor financeiro? 

É inegável a importância dos dados para o setor financeiro. À medida que as empresas desse setor evoluem, de forma acelerada, rumo à Era Digital. Temos presenciado o crescente volume de dados sendo coletados por serviços virtuais e, por meio deles, é possível tomar decisões mais estratégicas para se destacar no mercado competitivo atual.  

Assim, as empresas que já estão passando pela Transformação Digital já estão começando a ver seus dados de forma mais estratégica. Eles não são apenas parte dos sistemas de TI, mas também fluem entre os sistemas em uma camada de dados separada.  

Portanto gerenciar e proteger os dados à medida que eles fluem pelos sistemas é a chave para lidar com os dados em todo o seu ciclo de vida. 

Atualmente, as empresas da área têm à disposição soluções com capacidade de captação, condições seguras de armazenamento em grande escala e, mais recentemente, a capacidade de processar, aplicar inteligência e de alavancar dados como ativo para gerenciar riscos e trazer maior eficiência ao sistema e aos clientes. 

De acordo com um estudo da Flexera em 2020, as empresas usam em média mais de 4 nuvens, das quais 2,2 são nuvens públicas e 2,2 são nuvens privadas. Quando colocado em termos mais práticos, isso significa que as empresas estão utilizando várias nuvens privadas e públicas, além de operarem suas soluções locais. 

Por isso, é necessário adotar novos requisitos para as empresas no que diz respeito ao gerenciamento de dados neste ambiente de TI corporativo em constante mudança. 

O gerenciamento de dados se tornou um tópico essencial para empresas que visam o futuro. Por meio de uma gestão inteligente, as instituições podem assegurar que os dados trafegados nas transações não corram riscos durante as operações.  

Para isso, é necessário contar com uma solução de gerenciamento de dados robusta e eficiente que seja capaz de se adaptar as demandas do setor financeiro. 

Confira a seguir os pré-requisitos que uma solução eficiente deve ter para ajudar as empresas desse setor a resolver desafios críticos na gestão de dados: 

  • Aumentar a participação no mercado por meio da rápida transformação digital; 
  • Aumentar a disponibilidade de dados para melhorar os insights e, assim, criar valor comercial; 
  • Reduzir os custos gerais de dados com arquivamento avançado de dados; 
  • Modernizar pagamentos e serviços bancários; 
  • Gerenciar riscos em toda a organização; 
  • Melhorar a conformidade com regulamentos do setor financeiros; 
  • Proporcionar experiências diferenciadas ao cliente. 

O primeiro passo umo à Transformação Digital é estar preparado para lidar com o aumento do fluxo de dados e saber como utilizá-los a favor dos negócios. Portanto, é fundamental que os clientes de seu canal de TI contem com as melhores soluções de gestão de dados. 

Posts relacionados

6 tecnologias essenciais para adaptar sua empresa ao trabalho híbrido

Após a popularização do Home Office durante a pandemia do coronavírus, muitas empresas estão adotando agora um modelo de trabalho flexível, em que os colaboradores podem escolher se querem voltar ao escritório ou continuar em casa.  

Ciência dos dados: O que é e por que as empresas devem investir nessa tendência?

90% dos dados existentes no mundo atualmente foram gerados nos últimos dois anos. Este oceano de informação cresce diariamente e precisa ser explorado. 

Virtualização de desktop: o que é e quais as vantagens para as empresas?

Entenda como essa tendência funciona e os benefícios práticos que podem proporcionar no dia a dia corporativo. 

Escreva seu comentário