BLOG SYNNEX WESTCON-COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Quais os benefícios da Nuvem pública para cargas de trabalho locais?

Prestar atenção nos benefícios da Nuvem pública para carga de trabalho pode fazer toda a diferença para o negócio do seu cliente! 

Com as jornadas de trabalho cada vez mais intensificadas, surge também a necessidade de adotar plataformas de acomodação com base em Nuvem. Esses sistemas carregam a missão de alinhar os recursos empresariais de acordo com as necessidades de uma carga de trabalho específica. Diante dessa exigência, uma boa estratégia para aumentar o desempenho da equipe, reduzir custos de consumo, aprimorar os processos e ferramentas, entre outros quesitos que visam o sucesso do negócio, por exemplo, é investir em uma Nuvem pública para cargas de trabalho locais.   

Para melhor entendimento, uma carga de trabalho em Nuvem pública pode ser tanto um aplicativo, um serviço, um recurso específico ou simplesmente uma quantidade de trabalho a ser organizada a partir dos recursos oferecidos por ela. Com essa implementação nas empresas há o uso de máquinas virtuais, contêineres, bancos de dados, sistemas integrados e vários outros mecanismos tecnológicos. 

Validar a Nuvem pública em uma empresa é uma estratégia bastante apta para otimizar as cargas de trabalho, aprimorar a mobilidade dos processos, aumentar a eficiência dos projetos corporativos, além de atender muitas outras demandas que fazem toda a diferença. São vários os benefícios oferecidos por essa tática! 

No entanto, antes de consultarmos quais são os principais benefícios da nuvem pública para cargas de trabalho locais, vejamos mais detalhes sobre o que, de fato, é a nuvem pública e quais são as suas principais características, para você levar as informações até os seus clientes. Acompanhe a seguir: 

O que é Nuvem Pública? 

O conceito de Nuvem pública foi criado com base na necessidade de possuir um provedor externo e terceirizado. Essa tecnologia de ponta responsável pelo armazenamento de dados une todo um conjunto de tecnologias em rede, em que os serviços de infraestrutura de TI acabam sendo consumidos sob demanda. 

O que isso quer dizer? Com base nessa concepção, concluímos que os dados corporativos são armazenados em um ambiente compartilhado com mais usuários. Totalmente diferente da Nuvem Privada, onde há um servidor interno e uma equipe responsável pelo controle. Para ter acesso aos serviços oferecidos por essa gestão, as empresas precisam contratá-la por meio de assinaturas e pacotes. 

Como ter uma nuvem segura?

Qual a diferença entre Nuvem pública e privada? 

Como já adiantamos no tópico acima, de modo simplificado, uma Nuvem pública é aquela onde há o compartilhamento com outros usuários, exigindo que as empresas contratem assinaturas de provedores terceirizados. Enquanto isso, a Nuvem privada é um sistema onde somente a empresa, os gestores e as equipes internas poderão ter acesso e controle dos dados corporativos. São opções bastante viáveis, com características e distinções que precisam ser avaliadas por cada vertical.  

Para continuar lendo mais detalhes sobre Nuvem pública e Nuvem privada, a fim de entender qual é a melhor opção para o seu cliente, leia o artigo completo que reservamos para você. 

Benefícios de adotar a Nuvem Pública para controle das cargas de trabalho locais 

Estabelecer a Nuvem pública em uma empresa, significa constituir um ambiente digital inteligente, simplificado e mais econômico, escalonando horizontalmente as cargas de trabalho. Veja a seguir alguns dos benefícios proporcionados por essa tecnologia inovadora: 

1. Implementação rápida e dinâmica

Uma das principais vantagens de se adotar esse método corporativo é a capacidade de implementá-lo de modo simples e descomplicado. Isso acontece pois os recursos devem ser contratados sob demanda. Em vista disso, as empresas só precisarão configurar os recursos computacionais, o armazenamento, velocidade e outras plataformas de utilização.  

2. Simplificação no gerenciamento de dados

Além de implementação fácil, a Nuvem pública também se destaca no quesito facilidade, principalmente quando falamos no armazenamento e gerenciamento de dados, já que ela fornece um conjunto de ferramentas bastante dinâmicas, estabelecendo uma infraestrutura consistente. Desse modo, fica muito mais fácil administrar as informações, os dados, as plataformas e os serviços em geral. 

3. Auxilia na redução de custos

Se o seu cliente deseja implementar uma tecnologia de ponta que ofereça redução de custos, a Nuvem pública pode ser a opção mais qualificada. Os custos são menores em função do armazenamento de dados em um ambiente compartilhado, onde há outros usuários. É uma boa alternativa para otimizar os custos e transformar as despesas em opções mais pertinentes.   

4. Contribui para uma melhor mobilidade dos processos

Usar a Nuvem pública é uma excelente maneira de impulsionar a produtividade e reduzir as interrupções, criando todo um alinhamento de habilidades de TI com recursos voltados à Nuvem.

A adoção desta tecnologia oferece maior liberdade e agilidade para conseguir configurar as suas demandas computacionais, sem precisar depender ou, necessariamente, falar com terceiros.

Além disto, a Nuvem pública oferece uma quantidade de recursos virtualmente ilimitada para grande parte das empresas. Dessa maneira, é fácil modificar os parâmetros dos recursos para obter melhores resultados. 

5. As empresas pagam somente por aquilo que consomem

Sem dúvidas, a forma de pagamento também deve ser ressaltada! Para obter a Nuvem pública, as empresas devem pagar por meio de pay-per-use (pagar por uso). Ou seja, as corporações pagarão somente pelos serviços e/ou ferramentas que utilizarem, descartando a hipótese de investir em um sistema inviável, onde há perda de economias.

O consumo dessa infraestrutura é monitorado, a fim de conceder toda a transparência necessária. Para isso, o sistema de orquestração da Nuvem fica responsável por controlar e otimizar automaticamente o uso dos recursos disponíveis. 

Após conhecer os principais benefícios proporcionados pela Nuvem pública, também é importante avaliar se a tecnologia é qualificada para atender à demanda de trabalho e assim por diante.

É válido também conferir dicas para provisionar corretamente a Nuvem pública nas empresas brasileiras, assim como consultar quais riscos devem ser evitados na implementação desta metodologia.  

80f01a82-lp-digital-02_10000000lr0gn000000028
ESPAÇOS DE TRABALHO DIGITAIS. CONHEÇA TUDO SOBRE ESTA NOVA ESTRATÉGIA COLABORATIVA.
Saiba mais

Escreva seu comentário

Posts relacionados

7 mitos e verdades sobre a computação em nuvem

É um caminho sem volta: a computação em nuvem tornou-se uma das estruturas de TI mais utilizadas por empresas que trilham o caminho para a transformação digital nos últimos anos. Para especialistas, trata-se da grande aceleradora da inovação atualmente.

Como modernizar a gestão de TI com a Nuvem?

Entenda como essa tecnologia pode facilitar o gerenciamento de recursos das empresas. 

5 tendências e previsões para o mercado de Cloud Computing para 2022

Saiba o que esperar dessa tecnologia no próximo ano e prepare seu negócio para novas aplicações e melhores estratégias.