<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX WESTCON-COMSTOR
Toda informação da tecnologia está aqui.

Quais os principais desafios de segurança na TI híbrida e como enfrentá-los?

Garantir o controle e proteção de múltiplos ambientes não é uma tarefa fácil. Entenda como seu canal de TI pode auxiliar os clientes nessa jornada. 

 

A TI híbrida vem sendo cada vez mais adotada pelas empresas que estão passando pela Transformação Digital de seus negócios. Isso acontece devido aos inúmeros benefícios proporcionados por essa abordagem. 

Principalmente com o aumento do trabalho remoto, impulsionado pelo isolamento social durante a pandemia, a TI híbrida é capaz de oferecer a disponibilidade e flexibilidade necessárias para que as pessoas possam trabalhar de casa ou do escritório. 

A TI híbrida, grosso modo, é a combinação de plataformas de infraestrutura de TI locais com abordagens na nuvem, sejam elas privadas ou públicas. Assim, a organização pode optar o melhor local para armazenar seus dados e sistemas e satisfazer as cargas de trabalho de seus aplicativos. 

O principal benefício de manter uma TI híbrida é justamente poder escolher qual é o melhor local para armazenar cada tipo de informação. Desse modo, aqueles sistemas e dados críticos podem ser direcionados para nuvens privadas com maior controle e proteção, enquanto conteúdos mais simples podem ser mantidos em uma Cloud pública ou até mesmo na infraestrutura local. 

No entanto, embora essa estratégia proporcione melhores opções para as empresas, ela levanta um grande desafio: a segurança na TI híbrida. Afinal, a organização passa a lidar com diferentes sistemas e fornecedores e o gerenciamento de todos esses ambientes não é uma tarefa fácil. 

Seu canal de TI sabe como garantir a proteção de todos esses locais? Acompanhe o artigo de hoje e aprenda a superar o desafio da segurança na TI híbrida. Vamos lá? 

O que é TI híbrida e quais seus desafios? 

Como já citamos anteriormente, a TI híbrida é a combinação do uso de tecnologias por uma empresa, englobando desde infraestruturas locais de hardware até o uso de cloud computing. 

Nessa abordagem, a empresa tem a liberdade de optar pelo melhor local para deixar suas informações acessíveis. Logo, é possível manter conteúdos mais acessíveis restritos e seguros. 

A TI híbrida oferece muitas vantagens para os negócios, como flexibilidade de infraestrutura, redução de custos ao poder substituir a compra de licenças de softwares e apostar em modelos SaaS, além de escalabilidade e mobilidade para acompanhar as novas demandas da organização. 

No entanto, com a TI híbrida, a empresa também precisa lidar com alguns desafios ao implementar diferentes abordagens para manter uma infraestrutura mista.  

Acesse nosso treinamento

Os principais desafios a serem superados pelas empresas que adotaram uma TI híbrida são relacionados à segurança. Afinal, é necessário gerenciar todos os ambientes e garantir o acesso seguro aos usuários.  

Isso acontece, pois a TI híbrida gera maior complexidade para a infraestrutura. A mudança contínua da nuvem em termos de volume, velocidade e variedade de serviços acarreta novos níveis de responsabilidade. 

Desse modo, a TI passa a ser responsável por um número cada vez maior de dados, dispositivos com diferentes sistemas operacionais, pilhas de aplicativos, diferentes mecanismos de entrega, modelos de consumo, entre outros. 

Como enfrentar os desafios de segurança na TI híbrida? 

Para lidar com uma infraestrutura mista, a TI precisa ser capaz de lidar com o aumento de sua complexidade e falta de controle e visibilidade nos serviços baseado em nuvem.  

Desse modo, é preciso lidar com os seguintes pontos: 

Controle de acesso 

O primeiro passo para superar os desafios de segurança na TI híbrida, é por meio do controle total de quem tem acesso ao que em seu ambiente de TI. A maioria das empresas lida com várias fontes de identidade de controle de acesso, o que acaba dificultando o trabalho de gestão de usuários. 

Portanto é fundamental contar com soluções capazes de centralizar e padronizar o máximo possível os ambientes e acessos. Assim, é possível evitar erros e acessos indevidos. 

Registro e monitoramento 

Para garantir a visibilidade de ambientes híbridos é fundamental contar com ferramentas que oferecem recursos robustos de registro e monitoramento. Em qualquer modelo híbrido de TI, a visibilidade em todos os ambientes é crítica para a segurança da informação da organização.  

A maioria das empresas, provavelmente, já possui algum sistema de gerenciamento de eventos e informações de segurança (SIEM) para monitorar seus ambientes baseados em Data CentersPortanto, quando eles mudam para a nuvem, é necessário centralizar e agregar todas as suas atividades de monitoramento, entender a diferença entre sinais valiosos e ruído e puxar esses elementos para uma plataforma SIEM unificada.  

Nesse momento, a automação é indispensável para os profissionais de TI, pois pode garantir que um monitoramento ágil e respostas rápidas e correções do que é necessário. 

Criptografia 

A classificação e criptografia dos dados é indispensável, principalmente em ambientes híbridos. Por isso, a TI precisa validar quais dados se enquadram em qual categoria e garantir que sejam criptografados de forma adequada. 

Essa tarefa é um desafio constante em ambientes locais, especialmente quando eles cresceram orgânica e rapidamente. Logo, as empresas precisam contar com o auxílio de um bom provedor de serviços em nuvem que ofereçam recursos básicos de gerenciamento de criptografia para todas as plataformas. 

Eles tornaram a criptografia corporativa mais fácil, além de fornecer uma proteção contra falhas no caso de algum dado ser classificado incorretamente. 

Respostas rápidas a ameaças 

É primordial que a equipe de TI entenda as diferenças arquitetônicas entre os diferentes ambientes utilizados pela empresa. Além disso, a equipe também precisa entender como o acesso a todos os ambientes acontece, quais são os firewalls entre eles e como acontece o monitoramento e detecção de ameaças. 

Nesse momento, treinamento e capacitação da equipe em segurança da informação é indispensável. Sua equipe precisa ser totalmente treinada nas arquiteturas relevantes para poder investigar e corrigir ameaças de maneira adequada.  

Além disso, é preciso contar com a automação para padronizar e automatizar a correção de problemas para torná-la em uma tarefa fácil. Dessa forma, a TI pode se focar em atividades mais estratégias para os negócios da empresa.  

Como você pôde perceber, lidar com diversos ambientes não é uma tarefa fácil. É necessário contar com uma boa equipe de TI e fornecedores de serviços em nuvem confiáveis. Por isso, é papel de sua revenda auxiliar as empresas de seus clientes nessa trajetória. Apenas assim será possível colher todos os benefícios da TI híbrida. 

 

Posts relacionados

Sua arquitetura de segurança está pronta para o SASE?

Com o aumento da adoção da Nuvem, as empresas precisam garantir a segurança e desempenho de usuários de onde quer que eles estejam. Por isso, é preciso adotar um modelo de proteção mais eficiente e moderno. 

Solução EDR: como ela funciona para proteger os endpoints corporativos?

Com o avanço da tecnologia e dos novos formatos de trabalho a distância, vieram também as evoluções dos ataques cibernéticos em redes corporativas.

Segurança da informação: como e por que gerenciar endpoints

Em tempos de home office, o cuidado com os dados corporativos deve ser redobrado. Saiba como seus clientes podem se proteger!

Escreva seu comentário