BLOG TD SYNNEX
O blog dos negócios de TI.

Realidade aumentada na prática: como pode ser usada nos negócios?

A AR, como é conhecida, já é uma realidade em diversos segmentos. Conheça seus principais usos e veja para onde aponta esta recente tecnologia.

O jeito de vender produtos vem mudando nos últimos anos. Com o surgimento da internet, não apenas aumentaram os canais de venda, mas também foi possível identificar uma mudança no comportamento dos consumidores. Campanhas milionárias na televisão não são mais suficientes. Atualmente, é necessário engajar e fidelizar, desafios constantes no planejamento estratégico e de marketing das empresas mais antenadas.

Seguindo essa nova premissa observada, novas tecnologias são fortes aliadas, como o uso da Realidade Aumentada, do inglês “Augmented Reality”, ou apenas AR, como é conhecida. Resumidamente, a Realidade Aumentada permite que o mundo que nos cerca seja combinado ao virtual em tempo real, possibilitando maior interação das pessoas com os objetos virtuais.

Essa tecnologia auxilia na tomada de decisões dos consumidores, que apesar de não conseguirem tocar nos produtos, podem mensurar dimensões, apurar cores e ver como eles interagem no mundo real. Além disso, o uso da AR conquista novos clientes interessados em tecnologia, cria a imagem de se tratar de uma empresa inovadora e gera aproximação no relacionamento com os consumidores. Do ponto de vista de seu alcance, ainda, a Realidade Aumentada incentiva o marketing viral nas redes sociais.

Leia outros artigos relacionados ao assunto:

Esta tecnologia é muito confundida com a Realidade Virtual (VR). A diferença entre a AR e a VR é que, enquanto a primeira mescla o mundo real ao virtual, a segunda imerge o espectador/consumidor em um novo mundo criado apenas virtualmente. Ambas, contudo, são consideradas tecnologias do futuro.

Em um estudo recente feito pela International Data Corporation (IDC), mostrou que as receitas mundiais para estes mercados, de Realidade Aumentada e Realidade Virtual, crescerão de US$ 5,2 bilhões em 2016 para aproximadamente US$ 162 bilhões em 2020.

Acesse nosso treinamento

Mas afinal, qual o uso prático da Realidade Aumentada?

As possibilidades do uso da Realidade Aumentada têm como limite somente a criatividade. Ela pode ser usada, inclusive, no entretenimento, para criação de jogos ainda mais interativos, como foi o caso do estrondoso sucesso do Pokémon Go.

Para as empresas, esta tecnologia tem sido muito usada por varejistas no setor de móveis e decoração, permitindo que clientes vejam como o produto vai ficar em sua casa antes mesmo de irem até a loja. Pode ser um novo sofá ou mesmo a pintura de uma parede.

O setor feminino também está em alta no uso da Realidade Aumentada. Com ferramentas específicas, é possível ver como ficarão cortes de cabelo, conferir maquiagens e seus tons, e esmaltes aplicados virtualmente na mão das consumidoras. O setor de vestuário também já usa a tecnologia, possibilitando que clientes provem novas roupas e calçados sem passar pelo provador, experimentem brincos e acessórios. É possível ver até como relógios de pulso ou óculos vão ficar. Tudo virtualmente.

A Realidade Aumentada, atualmente, ainda é vista mais frequentemente no exterior. Empresas brasileiras, contudo, já realizam experiências bem-sucedidas no uso desta tecnologia. Algumas construtoras, por exemplo, já conseguiram simular as construções edificadas apenas apontando os celulares para os terrenos, ajudando consumidores em suas tomadas de decisão.

O futuro da AR aponta para o uso mais profundo da tecnologia, voltado a processos e serviços. Já em desenvolvimento, indústrias poderão ver procedimentos, status e rotinas de manutenção apenas apontando os tablets para os equipamentos. Também em desenvolvimento, um capacete de bombeiros será capaz, em tempo real, de identificar as zonas de calor e destacar os mobiliários mesmo em ambientes com fumaça.

Apesar das incontáveis aplicações possíveis e dos avanços no setor nos últimos anos, a tecnologia de Realidade Aumentada ainda está engatinhando no que tange a experimentação e aprovação dos usuários. As empresas que desejam investir na AR devem, portanto, concentrar seus esforços em entender a melhor forma de interagir com consumidores através da tecnologia, e não somente desperdiçar seus esforços e recursos no desenvolvimento desenfreado de aplicativos.

Realmente não há limites para as aplicações da Realidade Aumentada. Se já é muito utilizada no presente, imagine no futuro. Por isso, a dica final importante para você, profissional de TI, é não perder esta tecnologia de vista e dedicar-se no conhecimento contínuo desta nova ferramenta.

80f01a82-lp-digital-02_10000000lr0gn000000028
ESPAÇOS DE TRABALHO DIGITAIS. CONHEÇA TUDO SOBRE ESTA NOVA ESTRATÉGIA COLABORATIVA.

Escreva seu comentário

Posts relacionados

Quais as próximas tendências de AI para ficar de olho?

Descubra quais são as próximas tendências de AI para implementar no seu negócio! 

O que são dados sintéticos e qual a importância para uma estratégia de AI?

Descubra como os dados sintéticos se mostraram eficientes para múltiplas estratégias de AI corporativas: 

O que é AIOps e como a solução pode ser viável para as empresas?

Descubra quais são as principais características, diferenciais e métodos utilizados pela Inteligência Artificial para Operações de TI (AIOps).