<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX WESTCON-COMSTOR
Toda informação da tecnologia está aqui.

Segurança da informação: como e por que gerenciar endpoints

Em tempos de home office, o cuidado com os dados corporativos deve ser redobrado. Saiba como seus clientes podem se proteger!



Com os constantes avanços tecnológicos vieram também as novas modalidades de trabalho, como o home office, onde tornou-se dispensável ir ao escritório da empresa para ter acesso à rede corporativa.

Agora, atividades profissionais podem ser realizadas de qualquer lugar com acesso à internet. Mas para tirar o máximo de proveito dessa forma prática de trabalho, é essencial investir na segurança de TI, afinal, os dispositivos da rede corporativa não estarão mais unificados. 

Com esses dados disponíveis na rede, os gestores precisam estar sempre atrás de métodos para aumentar a segurança da informação – uma vez que a cada dia surgem novas ameaças e novas tecnologias capazes de roubar esses dados valiosos.

O que é segurança de endpoints? 

Como dito anteriormente, pelo fato dos dispositivos não estarem mais centralizados, aumenta-se consideravelmente a chance de ataques e como consequência, a perda de dados confidenciais das empresas ou mesmo o uso indevido de seus dados. 

Por isso a importância de abordarmos a Segurança de Endpoints, que refere-se justamente à estratégia centralizada de proteger uma rede empresarial, quando acessada, tanto por dispositivos internos e remotos, como servidores, estações de trabalho, smartphones, laptops, tablets ou outros dispositivos sem fio.

O que acontece é que, normalmente, quando algum desses dispositivos é conectado remotamente a uma rede, o ponto de extremidade criado fornece um ponto de entrada para ameaças de malware. A segurança de endpoint vem justamente para proteger esses pontos, bloqueando e impedindo tentativas de acesso à rede. 

Garantir a proteção das informações da empresa é essencial, afinal, se a segurança desses dados for comprometida, os clientes podem migrar para os concorrentes.

Abaixo explicaremos como gerenciar e proteger os endpoints da empresa, garantindo, assim, a segurança da informação.

Como fazer a segurança de endpoints? 

Por meio de uma abordagem centralizada de endpoints, uma das formas de proteger a rede é adotar a “confiança zero”, garantindo que, no caso de uma entrada não autorizada, o hacker não tenha acesso a todas as partes da rede. 

Trata-se basicamente de bloquear usuários sempre que eles tentarem acessar uma parte diferente da rede. Além disso, é possível fazer com que os usuários e dispositivos não obtenham acesso automaticamente apenas por causa do acesso anterior, fazendo com que mostrem a autorização em todas as solicitações

Quero descobrir!

Esse monitoramento de privilégios de acesso também remove vulnerabilidades de segurança que podem ser exploradas por invasores.

A importância de um gerenciamento unificado

Antes, as violações de segurança começavam na rede, mas atualmente, essas invasões surgem justamente dos endpoints, o que demonstra fraqueza da segurança de rede focalizada. 

Como os dispositivos dos usuários são pontos de entrada para as redes e os invasores estão sempre em busca de vulnerabilidades, uma estratégia eficaz de segurança de endpoints é um controlador de acesso para proteger as redes de entradas não autorizadas.

Por meio de um único portal de gerenciamento remoto, a TI é capaz de controlar e proteger a rede contra vulnerabilidades apresentadas pelos dispositivos de endpoint. Por isso, as empresas precisam investir em soluções de gerenciamento unificado para endpoints. Apenas assim serão capazes de fornecer segurança para seus usuários no novo espaço de trabalho digital.

Benefícios do gerenciamento unificado para as empresas

A segurança de endpoints além de proteger, traz mais tranquilidade para as empresas, e os benefícios são muitos! Conheça alguns:

1. Fácil integração
Funciona em várias plataformas, permitindo configurar, controlar e monitorar qualquer dispositivo a partir de um único console de gerenciamento.

2. Redução de custos
Com essa automação abrangente de processos e tarefas, o gerenciamento unificado de endpoints ajuda a diminuir as despesas indiretas e de hardware da TI.

3. Automação e agilidade da TI
Por meio do provisionamento de sistemas, da implementação de aplicativos e configurações de perfis de usuários por meio de um único console a equipe de TI consegue otimizar seu trabalho.

4. Gerenciamento de desktops mais modernos
Transforma os sistemas operacionais de desktop com tecnologia aprimorada para simplificar a implantação e oferecer gerenciamento total e seguro das políticas de nuvem.

5. Proteção de aplicativos e dados corporativos
Por meio de acesso condicional, protege aplicativos e dados confidenciais da empresa, além da proteção contra perda de dados, corrigindo ameaças de segurança cibernética de forma imediata e automática.

6. Melhor experiência para usuários

Torna-se muito mais fácil o acesso de usuários aos recursos corporativos. Afinal, é possível acessar todos os seus aplicativos e arquivos a partir de uma única interface.

Além de evitar problemas, uma solução de gerenciamento unificado para endpoints garante uma maior proteção para todas as empresas, independente do porte ou segmento. É uma estratégia que só traz muitas vantagens para seus clientes. 





Posts relacionados

Sua arquitetura de segurança está pronta para o SASE?

Com o aumento da adoção da Nuvem, as empresas precisam garantir a segurança e desempenho de usuários de onde quer que eles estejam. Por isso, é preciso adotar um modelo de proteção mais eficiente e moderno. 

Solução EDR: como ela funciona para proteger os endpoints corporativos?

Com o avanço da tecnologia e dos novos formatos de trabalho a distância, vieram também as evoluções dos ataques cibernéticos em redes corporativas.

6 passos para escolher a melhor solução de segurança de endpoint

O que é, quais os benefícios e o que as empresas devem considerar ao contratar uma solução. 

Escreva seu comentário