BLOG TD SYNNEX
O blog dos negócios de TI.

3 tendências emergentes de ameaças cibernéticas para os próximos anos

O número de ameaças cibernéticas está crescendo consideravelmente. Veja quais são as tendências para o futuro: 

Durante a pandemia, em que houve um aumento expressivo de usuários se concentrando no digital e de empresas se adequando aos avanços da Transformação Digital, os hackers passaram a aprimorar os ataques virtuais, ficando mais engenhosos. 

Neste artigo, você acompanhará os seguintes tópicos: 

  • Nova geração de ataques cibernéticos: conheça 3 ciberameaças modernas  
  • Como identificar e barrar as ameaças virtuais? 

Continue a leitura para saber mais. 

Em 2021, ocorreu uma tentativa de fraude digital contra consumidores brasileiros a cada 8 segundos, aponta estudos realizados pela Serasa Experian. No total, foram constatados ao menos 1,9 milhões de ameaças cibernéticas neste período. 

As empresas também vêm sendo afetadas pelos hackers, sendo vítimas, principalmente, de tentativas de roubo e sequestro de dados, prática conhecida como “ransomware” e que foi detectada 623 milhões de vezes em 2021, segundo a SonicWall 

Além de paralisar os processos e manchar a reputação das instituições (60% dos consumidores param de fazer negócios com uma empresa que não protege seus dados pessoais), os ataques digitais também impactam o setor financeiro.  

No ano passado, o Relatório da Atividade Criminosa Online no Brasil constatou que o prejuízo com crimes virtuais chegou aos 6 trilhões de dólares.  

Isso significa que o crescimento de atuações criminosas é cada vez mais notável. E, quanto mais as empresas expandem sua presença no ecossistema digital, mais deveriam investir em soluções de cibersegurança. 

Veja mais artigos relacionados aos ataques virtuais: 

Para os próximos anos, o cenário pode ser ainda mais desafiador para a segurança cibernética. Por essa razão, é essencial identificar riscos que podem acometer os negócios. Abaixo, veja quais são as principais tendências em ameaças cibernéticas 

Nova geração de ataques cibernéticos: conheça 3 ciberameaças modernas 

Quais as principais tendências de ameaças cibernéticas? Listamos 3 ataques virtuais que deverão ser frequentes nos próximos anos: 

1. Roubo de recursos de computação

Os cibercriminosos passaram a roubar recursos de computação e podem continuar persistindo nesta prática, visto que está ocorrendo uma crescente adoção de sistemas e dispositivos inteligentes em residências e nos locais de trabalho. 

Com tantos dispositivos conectados à rede, sendo atualizados com frequência, muitos usuários deixam de protegê-los e monitorá-los, dando oportunidade para que os roubos virtuais aconteçam.  

Os hackers se comprometerão cada vez mais em extrair valor desses sistemas, roubando o poder de computação e conectividade de rede.     

2. Ataques virtuais à cadeia de suprimentos

Os ataques à cadeia de suprimentos ou Supply Chain Management (SCM), em inglês, se intensificaram no final de 2021 e consistem em distribuir vírus ou outros softwares maliciosos por meio de fornecedores.  

Até 2025, segundo estimativas do Gartner, ao menos 45% das empresas de todo o mundo terão enfrentado ataques como este em suas cadeias de suprimentos de software.  

Em razão disso, com novas vulnerabilidades se espalhando pela cadeia de suprimentos, surge a necessidade de investir cada vez mais em soluções de cibersegurança para identificar e mitigar esses riscos. 

3. Roubo e vazamento de dados corporativos

Muitas empresas estão sendo afetadas pelo roubo de informações sigilosas, seja de seus colaboradores ou de seus clientes. Os hackers coletam nomes, senhas, dados pessoais e qualquer outro dado que considere valioso, causando prejuízos significativos.  

Com a implementação do trabalho híbrido, muitas empresas foram alvo de tal ação maliciosa. Houve um crescimento de 78% no vazamento de dados em 2021, segundo a Tenable, empresa de segurança cibernética. Além disso, foram registrados mais de 40,4 bilhões de ataques, sendo 815 milhões somente no Brasil. 

As ameaças de ransomware, por exemplo, são as mais preocupantes. Seus ataques passam despercebidos, garantindo que os hackers entrem nos sistemas e “sequestrem” dados sensíveis, solicitando pagamentos em criptomoedas para devolvê-los aos seus respectivos donos. Também conseguem paralisar as máquinas, impedindo que os colaboradores acessem suas atividades. 

Em 2022, o roubo e vazamento de dados corporativos deve continuar acontecendo com frequência, especialmente contra as instituições que não fortalecerem sua infraestrutura de segurança.   

Como alternativa para impedir que situações como essa aconteçam, muitas empresas estão optando por adotar processos de autenticação. A abordagem é simples, fácil e ágil. Consiste apenas em efetuar um login adicional no sistema e responder aos alertas que aparecerão na tela, autorizando ou não a ação.   

New call-to-action

Como identificar e barrar as ameaças virtuais? 

Para identificar e conter esses e outros ataques cibernéticos é preciso contar com boas práticas de segurança e investir em serviços que protejam os dados, documentos, cargas de trabalho, servidores, etc. Veja o que pode ser feito para ficar protegido:  

  • Verificar quais podem ser as vulnerabilidades do seu negócio: é preciso considerar quais são os principais aspectos que podem oferecer “passe-livre” para os criminosos. 
  • Estabelecer uma arquitetura de malha de segurança cibernética: a tendência é que os ataques virtuais estejam cada vez mais aprimorados. Com isso, as empresas devem repensar suas soluções de segurança, mantendo-as sempre atualizadas. Definir políticas protetivas também é fundamental para impedir ações maliciosas.  
  • Treinar as equipes corporativas: muitas empresas focam em estabelecer treinamentos somente para os times de TI, esquecendo-se dos outros colaboradores. Distribuir decisões e adotar boas práticas de segurança é fundamental para que os funcionários ajudem a barrar os ataques virtuais.  

Consulte outras dicas de segurança nos artigos abaixo: 

Conclusão: 

A tendência para os próximos anos é de que os ataques cibernéticos se intensifiquem e sejam cada vez mais aprimorados pelos hackers. Com base nesse cenário, as empresas e usuários devem se proteger para que não sejam vítimas dessas ações maliciosas. 

Contar com ferramentas de segurança, adotar bons hábitos e ficar atento aos detalhes fará toda a diferença para mitigar os riscos. É preciso fortalecer sua infraestrutura para barrar qualquer ataque virtual. 

80f01a82-lp-digital-02_10000000lr0gn000000028
ESPAÇOS DE TRABALHO DIGITAIS. CONHEÇA TUDO SOBRE ESTA NOVA ESTRATÉGIA COLABORATIVA.

Escreva seu comentário

Posts relacionados

O que esperar para o futuro da segurança de rede e como se preparar?

Em meio a tantos desafios, o que as empresas devem esperar para o futuro da segurança de rede? Descubra no artigo de hoje!  

Seis mitos que se tornaram desafios de segurança para as empresas

A transformação digital vem se acelerando. A computação em nuvem e as exigências do trabalho remoto, que a pandemia evidenciou e tornou mais críticas e urgentes, levam a um cenário em que a segurança desponta como a principal questão para a TI nas empresas.

Por que ofertar soluções sob demanda de segurança na nuvem para os clientes?

A Computação em Nuvem assumiu um importante papel nos negócios. Com isso, as revendas precisam ter mais opções de soluções sob demanda para ofertar a seus clientes.